sexta-feira, outubro 01, 2004

Ecoar das palavras

Algumas ladeiam-me apenas. Outras entram, entranham-se inesperadamente e percorrem-me como o sangue que me corre nas veias. Vermelhas. Vivas.
Latejantes permanecem. Intensamente!
Multiplicam-se em sentidos vários. Com vários sentidos.
Mas... de repente, quando mais preciso delas...
Escapam-se... sinto-as desvanecerem no ar. Visualizo-as, quase que lhes toco, mas no seu momento etéreo são inatingíveis... Desnorteio-me. Debato-me com elas. Debato-me por elas!
Ei! VOLTEM!! Por favor orientem-me e transpareçam no rodopio de emoções que não controlo. Deixem-se exteriorizar articulada e coerentemente.
Fluam por este espaço.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial