quinta-feira, março 09, 2006

Capote ou Truman?




Questiono a ética das causas literárias: vampiro insaciável a alimentar-se dos desvarios da espécie humana é o seu autor que sobrevive desta humanidade resgatada - mais uma vez numa América que se diviniza no poder sobre a vida e a morte.

Assistimos à inevitabilidade das emoções, que se vão enredando na teia de sentimentos onde a luta se esgota e o amor acontece (seja ele qual for, com contorno poético doce ou violento). Ficamos perante um humano desnudado, sem roupagem social, nem pulsões inconscientes.

Com o nosso voyeurismo espectador, completamos a cadeia vampírica:
- vampiro o assassino que se alimentou do silenciar, que a situação de crime lhe provocou, ao apagar o incómodo olhar daquela vítima que o observava;
- vampiro o escritor que se alimenta da teia de sensibilidades que o crime cometido provoca, tanto no assassino como no escritor, que sente produzir em si um intenso viver, através do outro que o protagonizou;
- vampiro o espectador que se alimenta desta emoções intrincadas, na ilusão de ser melhor que eles (assassino e escritor), e assim fustigar a sua auto-culpabilização.

Sente-se alivio no eliminar do protagonista que concretizou o crime, aplaude-se o escritor que regista poeticamente o horror (capacidade estética de embelezamento dos seus horrores) e fica-se em paz consigo próprio. Recolhe-se ao travesseiro a pensar que se é melhor do que talvez se pensasse - redenção na confirmação da dicotomia bem e mal...até que os sonhos surjam com as suas nuances, onde o bem e o mal coexistem paradoxalmente num mesmo gesto.

O horror existe em cada um de nós, a sua concretização é um acaso, sorte ou azar a que todos os instantes estamos sujeitos, numa cadeia de acontecimentos inevitavelmente irreversível.

1 Comentários:

Blogger dada24 Xu disse...

lebron shoes 
adidas
ed hardy store
michael kors
canada goose jackets
michael kors bags
fred perry polo shirts
hollister co
toms outlet store
michael kors bags
zhi20170116

2:57 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial